O CYPRES (Cupressus sempervirens L.) Benefícios e Indicações de Propriedades

CYPRES (Cupressus sempervirens L.)

De onde ele veio?

Uma árvore ornamental bem conhecida em nossas paisagens, o cipreste é recomendado na medicina fitoterápica para aliviar distúrbios circulatórios e venosos, graças à composição de seus cones, ricos em polifenóis. No entanto, suas propriedades terapêuticas são mais extensas. As partes utilizadas na medicina são essencialmente cones femininos.

O cipreste cresce em climas mediterrâneos. É particularmente cultivado no sul da Europa, em solo seco e profundo.

A tradição muitas vezes dedicou o cipreste à adoração dos mortos e à ornamentação dos cemitérios por causa de sua folhagem escura e eternamente de cor verde. Na medicina grega como na Idade Média, o cipreste era usado principalmente por suas virtudes anti-hemorrais.

É frequentemente plantada em jardins, cemitérios ou cercas protetoras do vento em regiões do Mediterrâneo, por isso acredita-se que alguns espécimes têm 2.000 anos.Os egípcios usaram sua madeira para fazer os sarcófagos. A madeira cipreste ainda é usada hoje para o trabalho de cravos italianos tradicionais.No passado, os gregos tratavam disenteria, asma, tosse e cuspe ensanguentado administrando cones cipreste esmagados e macerados no vinho.

Como podemos descrevê-lo botanicamente?

O cipreste é uma árvore com um tronco esguio. Pode atingir até 25 metros de altura. Sua casca cinza avermelhada exala um cheiro muito forte de terebintina. As folhas são persistentes, pequenas, de cor verde acinzentada e em forma de escamas. Flores agrupadas em gatinhos dão à luz frutas chamadas galbulas ou nozes cipreste.Restaurar as propriedades do cipreste requer a completude e integridade dos componentes de seus cones femininos. A extração hidroalcoólica em diferentes graus de diluição e baixa temperatura permite a extração e preservação dos componentes, especialmente os taninos, responsáveis pela atividade protetora do tecido conjuntivo e antiviral do cipreste.

Do que é feito?

O cipreste consiste principalmente de taninos, compostos fenólicos, flavonoides, ácido diterênico e óleo essencial.

Quais são suas principais propriedades farmacológicas?

O cipreste tem propriedades adstringentes, vasoconstritivas, hepatoprotetoras e antihemorrhagicas. Em particular, reduz o risco de fratura na menopausa melhorando a microarc arquitetura trabecular (sugiol).Proantocianídeos ou proantocianídeos (polímeros flavonoides) são protetores de angio, inibidores da enzima angiotensina, decorridose e trippsina.

Anti-tussif e pulmonar anti-infeccioso (graças ao óleo essencial que contém naturalmente), o cipreste é conhecido por sua atividade antiviral (proantocianidols têm propriedades de fixação de proteínas, particularmente em substratos enzimados, e em proteínas superficiais celulares, limitando assim o reconhecimento de vírus/células hospedeiras e replicação viral). O cipreste também é diurético, veinotônico e cardioprotetor.

Quais são as indicações de Cypress?

  • Distúrbios circulatórios venosos (varizes, hemorroidas)
  • Menopausa Metrorragia
  • Papoula tosse
  • Dor reumática
  • Anti-sedutor
  • Tosse
  • Infecções virais (agudas, crônicas ou recorrentes): bronquite, gripe, sarampo, rubéola, varicela, caxumba, herpes, telhas, mononucleose (EBV), citomegalovírus, hepatite viral…) – Todos os vírus do DNA (Adenovírus, Poliomielite 1, Hepatite A, vírus Corona, Influenza seriam suscetíveis a uma alta concentração de proantocianidols (por expressão de proteínas estruturais)
  • Tecido conjuntivo pulmonar: enfisema, doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC)

Quais são as precauções do trabalho?

  • Sub-indicados em mulheres grávidas ou lactante
  • Sem uso prolongado
  • Nenhuma interação com drogas foi relatada até o momento

Como tomá-lo e em que dosagem?

Em preparação magistral

Aqui está a dosagem de Extratos de Fluidos de Plantas Frescas Padronizadas na solução Glicerina (EPS):

1 c. café manhã e noite por 1 mês, renovável 3 meses, para diluir em um grande copo de água.

  • ENT-Aigus (bronquite, gripe…) e doenças infantis (Rougeole, Rubéola, Varicelle, Caxumba): Cipreste – Echinacea (O/- Reglisse se fenômenos inflamatórios dolorosos)

> Aguda: Criança: 1 ml/10kg/ 3 a 4 vezes/dia

>Adult: 3 a 4 càc por dia

Por 5 a 7 dias

>Etilado: Criança: 1 ml/10kg/dia

>Adult: 1 càc/dia

Para ser tomado 7 dias/mês ou para pessoas vulneráveis (histórico de infecções repetidas) 4 dias por semana durante o período em

> Aguda: 3 a 4 càc/dia

Por 5 a 7 dias

>Em prevenção de recidiva ou crônica: 1 a 2 càc/dia

15 dias/mês

> Aguda: 2 a 4 càc/dia por 15 a 30 dias

crônica >: 1 a 2 càc/dia por 1 mês para renovar

  • Tecido conjuntivo pulmonar (enfisema, doença pulmonar obstrutiva crônica): Cipreste – Ginkgo – Camarão

1 a 2 càc/dia por 1 mês

Clementine. Sr.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *